AMRIGS - Associação Médica do Rio Grande do Sul
    
 
Área do Associado



 


 

 
   
 

Oficina debate infecções sexualmente transmissíveis e hepatites

Profissionais da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) que atendem pessoas que utilizam álcool e outras drogas, silicone industrial e hormônios, além de pessoas em situação de rua, participam nesta quarta-feira, 9, de oficina sobre infecções sexualmente transmissíveis, HIV/Aids e hepatites virais promovida pelo Ministério da Saúde. As discussões vão até esta sexta-feira, 11, no Hotel Intercontinental (Largo Vespasiano Júlio Veppo, 77), Centro Histórico de Porto Alegre, com o objetivo de construir estratégias de prevenção combinada e de cuidado integral à saúde. 

A assessora técnica de prevenção e articulação social do Ministério da Saúde em IST HIV/Aids e Hepatites Virais, Paula Adamy, avalia que, para trabalhar com prevenção combinada, é preciso pensar no cuidado com pessoas em situação de rua, trans, usuários de saúde mental e demais públicos em vulnerabilidade. "A perspectiva da prevenção combinada não se baseia em um só método preventivo, precisa estar relacionada a outras formas de prevenção", afirma. 

A programação prevê diálogo a respeito da construção do cuidado integral e da ação voltada a esses públicos, contemplando a redução de riscos na prevenção combinada e a oferta de testagem como estratégia. Os debates incluem ainda as composições da rede de cuidado para a ampliação da prevenção, diagnóstico e atenção integral na área de infecções sexualmente transmissíveis. 

Programação:
09/08 – Quarta-feira
9h – Abertura e apresentações
9h30 – Devolutiva e diálogo sobre as contribuições dos participantes: 1) “Como estão contempladas as IST, HIV/aids e hepatites virais na construção do cuidado integral entre pessoas que usam álcool e outras drogas, silicone industrial e hormônios e pessoas em situação de rua?” e 2) “O que é prevenção às IST, HIV/aids e hepatites virais?”
10h30 – Panorama das IST, HIV/Aids e hepatites virais 
14h – O que é prevenção combinada? Componentes da mandala e tipos de intervenções 
16h45 – Redução de riscos e danos no âmbito da prevenção combinada
17h45 – Avaliação e encerramento do dia

10/08 – Quinta-feira
9h – Oferta de testagem como estratégia de prevenção, promoção de saúde e acesso
11h – Cuidado integral às pessoas com IST, HIV/aids e hepatites virais que usam álcool e outras drogas, silicone industrial e hormônios e em situação de rua: vinculação, retenção e tratamento para todas as pessoas 
14h – Profilaxia Pós-exposição (PEP) e Profilaxia Pré-exposição (Prep): abordagens entre pessoas que usam álcool e outras drogas, pessoas trans e população em situação de rua
16h – Discussão de casos – em grupos
17h45 – Avaliação e encerramento do dia

11/08 – Sexta-feira
9h – Composições e configurações da rede de cuidado para a ampliação da prevenção, diagnóstico e atenção integral às IST, HIV/aids e hepatites virais – trabalhos em grupos
• Redução de riscos e danos entre pessoas que usam silicone industrial e hormônios
• Redução de riscos e danos entre pessoas em situação de rua
• Redução de riscos e danos entre pessoas usam álcool e outras drogas
14h – Conclusão de documento contendo estratégias e propostas para o município de Porto Alegre
16h30 – Avaliação da oficina
17h30 - Encerramento geral 

Fonte: Gabriella Bittencourt / SMS
Fotos: Cristine Rochol / PMPA
Data: 10/08/17      Atualizada em: 10/08/17
Tags: oficina , sms , ist , hiv ,



Fotos :
     





 
ARTIGOS

Conscientização e prevenção sobre a Doença Falciforme
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Em defesa do plano de carreira no setor público
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Falando sobre depressão sem preconceito
Dr. Jair Escobar
Ver Todas
JORNAL AMRIGS

Ver Todas
REVISTA DA AMRIGS

Ver Todas
AMRIGS NA MIDIA

Ver Todas