AMRIGS - Associação Médica do Rio Grande do Sul
    
 
Área do Associado



 


 

 
   
 

Campanha de multivacinação começa nesta segunda

A campanha de multivacinação de crianças e adolescentes até 15 anos incompletos (14 anos, 11 meses e 29 dias) será realizada, em todo o Brasil, desta segunda-feira, 11, a 22 de setembro. Sábado, 16 de setembro, será o Dia de Divulgação e Mobilização Nacional. Em Porto Alegre, a rede municipal oferecerá os imunobiológicos, com exceção da vacina BCG, que é feita em unidades-referência, em todas as salas de vacina com condições técnicas de atendimento ao público, além das unidades que abrem em horário estendido – US São Carlos e Centro de Saúde Modelo, que atendem de segunda a sexta-feira até as 22h. Nas demais unidades, o atendimento à população é feito de segunda a sexta, das 8h às 17h. 
 
A multivacinação é uma estratégia no Ministério da Saúde, por meio da Coordenação Geral do Programa Nacional de Imunizações adotada desde 2012. A intenção é resgatar não vacinados ou completar esquemas de vacinação, visando a atualizar a caderneta das crianças e adolescentes menores de 15 anos de idade (14 anos 11 meses e 29 dias), de acordo com o Calendário Nacional de Vacinação, que dispõe de 14 vacinas para as crianças – BCG, Hepatite B, Pentavalente, VIP, VOPb, Rotavírus humano, Pneumocócica 10 valente, Meningocócica C conjugada, Febre amarela, Tríplice viral, Tetra viral (ou tríplice viral + varicela, DTP, Hepatite A, Varicela – e seis para os adolescentes (hepatite B, febre amarela, tríplice viral, dT, meningocócica C conjugada, HPV). Além das seis do calendário, adolescentes grávidas terão à disposição dTpa e, indígenas adolescentes, vacina contra varicela. 
 
É fundamental que a caderneta de vacinação seja levada à unidade de saúde, o que permitirá a avaliação da situação de cada criança ou adolescente, ou seja, com a carteira, os profissionais de saúde poderão avaliar se há falta de alguma vacina ou necessidade de dose adicional de algum imunobiológico pra complemento do esquema vacinal. A atualização do esquema vacinal também contribui para manter controladas, eliminadas ou erradicadas as doenças imunopreveníveis no Brasil (diarreia por rotavírus, sarampo, coqueluche, difteria, tétato neonatal e acidental, meningites, hepatites A e B, poliomielite, febre amarela, HPV). 


Fonte: Patrícia Coelho / PMPA
Fotos:
Data: 08/09/17      Atualizada em: 08/09/17
Tags: vacinação , atendimento , Porto Alegre ,









 
ARTIGOS

Conscientização e prevenção sobre a Doença Falciforme
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Em defesa do plano de carreira no setor público
Dr. Alfredo Floro Cantalice Neto
Falando sobre depressão sem preconceito
Dr. Jair Escobar
Ver Todas
JORNAL AMRIGS

Ver Todas
REVISTA DA AMRIGS

Ver Todas
AMRIGS NA MIDIA

Ver Todas